terça-feira, 6 de abril de 2010

NÃO AGORA...























Você me oferece...
O  amor que sempre sonhei, a afeição que sempre esperei,
a cumplicidade que sempre desejei...
Não posso... 
A este amor me entregar, a esta afeição me dedicar,
a esta cumplicidade me aliar...
Não agora...
Antes, preciso reaprender a sonhar, reaprender a receber, 
retornar a ser parceira...
Preciso de um tempo para curar as feridas, que pelas beiradas
da vida adquiri...
Aí sim, vou estar inteira , para, novamente, poder me entregar
aos loucos caminhos do amor...Livre...Liberta...Sem pudores.
                                                         Maria Emilia Xavier

3 comentários:

Cacá disse...

Como dizia o verso antigo da canção: " é preciso estar atento e forte..." Primeiro a inteireza e a auto estima lá nas alturas. Aí, sim, estamos prontos pro que der e vier,na mehor direção. Lindo, Maria! Abração. Paz e bem.

Graça Tristão disse...

GOSTEI MUITO DE SEU BLOG E DE SEUS VERSEJARES... TENTEI DEIXAR UM COMENTÁRIO... MAS NÃO CONSEGUI... VAMOS VER SE AGORA CONSIGO... VOLTAREI MAIS VEZES PARA TE LER...
PAZ E LUZ
BJCAS
GRAÇA

Ivana Marisa Altafin disse...

Me sinto assim, lindo demais!! Como tudo que você escreve. Um grande abraço e um final de semana com muita paz no seus coração!