quarta-feira, 19 de maio de 2010

MUDANDO DE PROSA A CADA ESTROFE - 5


Coração rima com paixão...
Coração rima com adoção....
Coração rima com vibração...
Mas, Coração...Sofre com traição.
                                                                                                                                                        
                                         
                           Eu não tenho aflição.
         Não quero a separação.
Morando no seu barracão,
só quero o seu coração...

(Inspirado no Cordel "DIVÓRCIO" de Gilson Faustino Maia,
publicado no http://recantodasletras.uol.com.br/cordel/2257098 )



Quando o vi ...
Sabia que era amor.
Só não previ
que me daria dor...



Esperei a noite inteira
Você nem apareceu...
Só levantei da cadeira,
quando amanheceu.




Prazer, sua mãe diz que sente
sempre que me encontra.
Mas eu sinto que mente
pois ela é bem do contra...




Ai...Você me mordeu!
Sabia que vai ficar marcado?!
Ah... Mosquito safado...
Por que antes você não morreu?!...
           
        Maria Emília Xavier

4 comentários:

Cacá disse...

Que delícia! Emoção, leveza e humor tudo junto nessas belezuras...Abração. Paz e bem.

Chica disse...

Muito legal,inspiração leve e linda!beijos,chica

maria olimpia alves de melo disse...

Bem legais os versinhos. Bom para começar o dia com leveza.

Eduardo Medeiros disse...

Maria, que lindo poema que mostra bem como sofre o coração...

"Percebo que amar é quase uma dor..."