quarta-feira, 30 de junho de 2010

FRANCISCO MACEDO - EU SOU O NÚMERO 300

Sou número trezentos deste autor,
que dedica-se à mim de coração
e que faz a maior divulgação,
tentando resgatar o meu valor...

São tantos temas, da vida, do amor,
sonho, saudade, lágrimas, paixão.
Sou sua vida eivada de emoção,
sou a celebração por onde for.

Sou o soneto que está em sua alma,
carente de leitor, aplauso e palma!
Sou despertar do verso que dormia!

Um sentimento para declamar
que enternecendo, quer se propagar...
Sou em verdade a própria poesia


Francisco Macedo
Natal/RN

4 comentários:

Chica disse...

LIndo poema de Macedo!beijos,tudo de bom,chica

Tania regina Contreiras disse...

Querida, obrigada pela visita lá e os comentários sobre os blogues da Gisela, que são, de fato, ótimos.
E você sempre terna, gentil...Beijos! Agora estou por aqui lendo você.
Tânia

Gilson Faustino Maia disse...

Parabéns, Maria Emília, pela excelente postagem desse soneto do Francisco Macedo. É o soneto falando com o autor, a criatura conversando com o criador...Coisa, realmente, de artista.

Maria Emilia Xavier disse...

Obrigada Poeta Francisco Macedo, sua presença em nosso Blog é sempre um momento que enternece nossos corações.