domingo, 27 de junho de 2010

O TEMPO...VAI PASSANDO...

O tempo passa todo ligeiro...
Para trás fica a vida...
Deixando esquecidos 
sonhos tão desejados...
Derramando doloridas saudades
das pessoas insubstituíveis de nossa vida...
Desenhando rotinas e cansaço
em nossos lençóis...
Aumentando as distâncias
de nossos mais queridos amigos...
Retalhando na memória detalhes importantes
de nossa história de  vida...
E ele não para...Não espera...Não freia...
Nem liga prá quem da vida é passageiro...
Vai passando...Vai passando...
Vai passando.

Maria Emília Xavier

5 comentários:

Chica disse...

E ele passa, passa,que quase não acreditamos...LINDO! beijos,tudo de bom,chica

Cacá disse...

Me lembrei de Claudete Soares cantando:

"O tempo não é, minha amiga aquilo que você pensou /
As festas, as fotos antigas as coisas que você guardou /
Os trastes, os móveis, as tranças,/ os vinhos, os velhos cristais /
As doces canções de criança,/ lembranças, lembranças demais /
O tempo não pára no porto, não apita na curva, não espera ninguém /
Você vem deitar no meu ombro /querendo de novo ficar /
Eu olho e até me assombro como pode esse tempo passar /
O tempo é areia que escapa até entre os dedos do amor /
Depois é o vazio , é o nada, é areia que o vento levou /
O tempo não pára no porto, não apita na curva, não espera ninguém/
O medo correndo nas veias deixou /tanta vida pra trás /
E a gente ficou de mãos cheias com coisas que não valem mais /
E fica um gosto de usado naquilo /que nem se provou
A gente dormiu acordado e o tempo depressa passou /
O tempo não pára no porto, não apita na curva, não espera ninguém."//Abraços. Paz e bem.

Eduardo Medeiros disse...

É amiga, saber fazer do tempo um amigo e não um inimigo, é uma arte que todos nós precisamos aprender.

beijos

Richard Mathenhauer disse...

Tempus fugit, disse o latino.
Aceitemos o que a vida nos concede e de vez e outra nos concedamos o direito de espernear diante do que gostaríamos que ela nos concedesse. Entre aceitando e esperneando, vamos seguindo, ou melhor, vamos passando.

Com admiração,

Maria Emilia Xavier disse...

Obrigada amigos pelos comentários. O tempo e nós... A batalha da vida... Ele passa, nós continuamos a cantar o seu passar malvado, sabemos que devemos aprender a fazer dele um aliado, mas não resistimos...Esperneamos mesmo.