terça-feira, 2 de agosto de 2011

ATÉ O SEU SORRISO...





















Como será
quando da vida
nenhum som
mais me alcançar?
Como será
quando só com a memória
eu puder conversar?
Como será?...
Como será?!...
É a pergunta
que há dias
me tira o sono
e me faz lagrimar oceanos...
Ah... Sons...
Sorrisos... Gargalhadas...
Músicas... Barulhos...
O caminhar das pessoas...
A vida gritando fora de mim...
Vou lembrar com saudade
de todos eles...
Até o seu sorriso,
que nunca ouvi,
eu vou tentar imaginar...

Maria Emilia Xavier

7 comentários:

ॐ Shirley ॐ disse...

Maria Emília, não será muito diferente do que é agora...A vida continua...Beijos, amiga!

Cacá - José Cláudio disse...

Se os olhos falam, os sons vibram, os gostos cheiram, os perfumes tem gosto. O que não podemos perder é a capacidade de deixarmos ser tocados pelo sensível. Um beijo, Maria Emilia e ótima semana.

✿ chica disse...

Lindo e cheio de sensibilidade! beijos, ótimo dia,chica

Andre Mansim disse...

Muito bonito o poema Emilia, muito inspirado e delicado! Parabens! Vc escreve muito melhor que a maioria dos poemas que coloca aqui de outras pessoas! Parabens!

Leonel disse...

Muito lindo e melancólico, Maria Emília!
Um poema cheio de sentimentos e incertezas...
Um abraço!

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Emília!

É um pensamento perturbador, que espero seja apenas pergunta retórica,ainda que hoje já se encontre soluções para "quase tudo".

beijinhos.
Vitor

pensandoemfamilia disse...

Oi querida
Sensibilidades afloradas. Lindo. bjs