quarta-feira, 24 de março de 2010

Quem nunca quis?...







O amor loucura que nos tira do chão 
Às vezes nos faz perder o juízo, e até a compostura...
Quem nunca sentiu?... Quem nunca viveu ou sonhou?

O amor proibido, que se esconde nos cantos escuros da vida...
Às vezes nunca declarado, outras bem descarado...
Quem nunca sentiu?...Quem nunca viveu ou sonhou?

O amor acontecido, nas beiradas da vida...
Às vezes por um dia, outras por horas ou  por minutos...
Quem nunca sentiu?...Quem nunca viveu ou sonhou?

O amor solitário, que solta a besta fera de cada um...
Às vezes para aplacar desejos momentâneos, outras carência pura...
Quem nunca sentiu?...Quem nunca viveu ou sonhou?

O amor que une almas, que veio para caminhar pela vida afora...
Às vezes chega cedo, outras chega quando não mais acreditamos...
Quem nunca quis?... Quem nunca esperou?...
(Maria Emilia Xavier)

4 comentários:

Mara Bombo disse...

querida Emília, belo poema! pura sensibilidade!! beijos
Mara Bombo

Ivana Marisa Altafin disse...

Com certeza todos já tiveram um amor assim!Só quem tem muita sensibilidade pode escrever um poema assim, muito lindo! Um abraço!

Gilson Faustino Maia disse...

Parabéns, amiga, percebo que são versos escritos pela alma. Abraços, Gilson.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.