quarta-feira, 16 de junho de 2010

ENGANO...

O inverno na pele...
O coração quente...
O encontro que não acontece...
O olhar que repele
a ausência frequente...
O amor proibido
agora redesenhado,
no sonho aparece
muitas vezes repetido.
Nas asas da liberdade alinhavado
o encontro acontece...
É divino...
É perfeito...
Mas não é real...
E a alma machucada
chora cheia de dor...
O corpo cansado
só quer esquecer e descansar...
Mais uma vez,
em ledo engano
deixou-se enredar.

Maria Emilia Xavier

5 comentários:

Chica disse...

Lindo e triste esse engano que machuca até a alma ...beijos,tudo de bom,chica

Mel Redi disse...

Está de arrepiar...LINNNNNDO!! Bj Mel

Mel Redi disse...

Ahhhhh... esta música é D+!!" Que me importa o mundo? ..." adoro! BJ Mel

Eduardo Medeiros disse...

Maria, que belo poema, carregado na emoção da engano.

beijos

Maria Emilia Xavier disse...

Realmente os enganos que se comete pela vida a fora são sempre carregados de emoção e muito tristes.