sábado, 7 de agosto de 2010

COMO EU QUERIA... MEU PAI.

Como eu queria
saber versejar...
Ah...Como eu queria...
Para em vez de chorar de saudade,
fazer o mais belo poema
para te ofertar...

Como eu queria
saber dos pássaros o cantar...
Ah...Como eu queria...
Para em vez de chorar de saudade,
o canto dos pássaros
 te ofertar...

Como eu queria
saber acabar com esta tristeza...
Ah... Como eu queria...
Para em vez de chorar de saudade
o meu melhor sorriso
 te ofertar...Meu pai.

                                           Maria Emilia Xavier

3 comentários:

pensandoemfamilia disse...

Olá
Visualizei seu blog no Caca e vim ler seu post. Linda homenagem e forma de poema.
bjs,

Chica disse...

Lindo e emocionante e como queríamos mesmo tê-los sempre...beijos,chica

Tania regina Contreiras disse...

Maria Emília, a homenagem foi feita e correspondeu totalmente às expectativas do amor, que é simples e sabe, sim, versejar.
Beijos