segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

DESEJO

Mora dentro de mim um desejo
que, usando as cores fortes de um tinteiro,
a mim e a meus sentimentos
tinge por inteiro...
Quando insatisfeito,
adormece minhas razões,
ocupa os espaços que não devia
me deixa cheia
e ao mesmo tempo me esvazia...
Caminha por dentro de mim,
meus valores invadindo,
minhas iniciativas tolhendo...
Libertando a mulher
que não conhece limites
que, em calma, vive em mim
e ao prazer me entrega...
Despertada, do amor saio à procura,
cavalgando em velocidade vertiginosa
por entre planaltos e planícies...
vou ao teu encontro...
Desejo.

Maria Emília Xavier

8 comentários:

maria olimpia alves de melo disse...

Gostei demais, Maria Emília

JoeFather disse...

Rumo certo ao amor amiga!

Parabéns por tão bela inspiração!

Abraços renovados!

Chica disse...

Muito lindo!Obrigado pel carinho...beijos,tuuuuuudo de bom,chica

ONG ALERTA disse...

O amor é mágico, beijo Lisette.

Cacá - José Cláudio disse...

Isso é a pulsação essencial da vida,Maria Emília. Muito belo! Abração. Paz e bem.

Amapola disse...

Boa noite, querida amiga Maria Emília.

Que belo poema... O desejo é como uma febre. Febre de amor.

Muito obrigada pela honra da sua visita, e pelo comentário atencioso.

Beijos no coração.

Eduardo Medeiros disse...

o desejo possui uma força extraordinária. lindo poema.

abraços

Amapola disse...

Boa tarde, querida amiga.

Passei para lhe dar um abraço, colecionadora de ilusões!

Fique com Deus.