terça-feira, 7 de junho de 2011

Amigos obrigada pelo carinho, estou de volta.

PRA MIM...                    


                                                       Untitled por Michael Reedy

Aqui sem nada fazer
ou mesmo para fazer
fico na vida a pensar...
Houve tempo em que o
tempo não existia
de tanto tempo que precisava.
A loucura era extrema,
não pensar... Ir fazendo...  
E em fazendo, acabar por terminar...
As algemas dos prazos estabelecidos,
faziam do tempo o algoz mais temido.
De segunda a sexta-feira vida cronometrada.
Sábado e Domingo vida para a família...
Ah... Quantas vezes desejei
meia hora, só meia hora pra mim.
É... pra mim, não para a mãe,
não para a esposa, não para a filha,
e muito menos para a profissional...
Meia hora pra me soltar
pelo mundo inda não visitado e nem vivido,
que pelas gretas do tempo se espremia
e sedutor me sorria,
dizendo...Vem...Vem...
Ah...Como eu quis ir...
Meia Hora... só meia hora...
Pra mim.

                                          Maria Emília Xavier


6 comentários:

Andre Mansim disse...

Eita... que bom que vc voltou Mariax Emiliax muito legal mesmo! E com mais um belo poema!

Gilson Faustino Maia disse...

É muito bom saber que você está de volta. Certamente nesse tempo em que ficou pensando, desenhou muita coisa nessa cabecinha que não para de pensar e o lucro será nosso, com muitas novidades que virão. Meu abraço.

✿ chica disse...

Que bom te ver de volta e precisamos esse tempinho pra nós !!!

beijos,chica

Eduardo Medeiros disse...

oi poetisa, tudo bem?

seu poema é um desejo de todos nós.

beijos

Leonel disse...

Muito bom vê-la de novo na blogsfera, escrevendo bem como nunca!
Esse tempinho para nós mesmos é precioso e, às vezes, difícil de ser conseguido!
Mas, quando o podemos usufruir dele, que delícia!
Abraços!

ॐ Shirley ॐ disse...

Muito bom tê-la de volta, Maria Emília. Quanto ao tempo que voce sempre quis...nunca é tarde. Beijos!