sexta-feira, 3 de junho de 2011

QUEM NUNCA PASSOU POR UMA SITUAÇÃO DESTA?

QUERO MAS NÃO FAÇO...
POSSO MAS NÃO DEVO...
Tão difícil, tomar esta decisão... A maioria de nossos desejos se instala instantâneamente sem dar tempo a racionalizações...Você faz anos de análise, gasta um dinheiro considerável...Aprende(?!) que precisa antes de tudo "racionalizar", mas... A vida é cheia de "mas"...Um dia você, desprevenida descendo a rua, chegando do trabalho ou mesmo andando sem destino, de repente seu coração acelera, sua boca seca , nada mais em volta você enxerga a não ser aquela visão estonteante que você reconhece dos seus sonhos,que pode ser um carro cor de vinho translúcido, com estofamento de camurça cinza claro, no preço do dinheiro que você tem; um homem elegante, com acentuado grisalhar nos cabelos, sorriso franco, rugas bem colocadas contando a história de uma vida, que sorri descaradamente para você; uma casa de janelas com guarda corpo, patinada de branco, no meio de um imenso jardim, que você procurou a vida toda; um convite para sumir por cinco dias...sem deixar endereço, sem levar celular... Resistir?!... como?!...
Mas... Aí a vida lembra a você que não vai dar... Seu dinheiro guardado exatamente para esse luxo está todo preso em investimentos com prazo determinado; o homem elegante? É deselegantemente casado; a Empresa que você trabalha está fazendo importantes modificações, não há possibilidades de folgas; as crianças/adolescentes entrarão em provas, não há como sair agora...
Ah!...Sonhos... Vontades... Quereres...
Aí você tenta se socorrer nos anos de análise; nas inúmeras vezes que "alugou" os ouvidos dos amigos ; nos conselhos que não pediu mas ouviu todos com a máxima atenção, fingindo não estar nem aí; nas numerosas noites em conversas infindáveis nas mesas dos bares da moda e chega a triste conclusão que nada disto bastou e você está é mesmo muito infeliz por não ceder e deixar sua "criança/adolescente" tomar as rédeas, rasgar as convenções estabelecidas pela adulta "chatona" que você se tornou e te autorizar a ...VIVER.
                                                                                                           
                                                                Maria Emilia Xavier

                                               - REPUBLICAÇÃO -

5 comentários:

✿ chica disse...

Incrivelmente verdadeiro...Quem não passou por isso???rsrs LINDO "acordar" destes aqui...beijos,chica

Eduardo Medeiros disse...

amiga, adorei o solo de violão ao fundo...admiro muito um violão bem tocado.

seu texto é verdadeiro; na verdade, é bem terapêutico no seu desfecho. racionalizar, sim. não é boa coisa viver só dirigido pelas emoções e pela vontade. há de se ter um equilíbrio aí. mas essa abertura para o lúdico, para o sonho e para mergulhar de roupa na piscina ou tomar banho de chapéu(lembrando o bom e velho raul seixas) é fundamental. estou sempre tomando banho de chapéu...rs

mas sem perder a razão.

beijos

Inês Machado disse...

Olá Maria Emília.
Aceitei o seu convite e aqui estou.
Admirável! Quem Nunca Passou Por Uma Situação Desta? É a mais pura verdade!Linda a sua descrição, a mim, particularmente, tocou profundamente.
Agora, virei sempre aqui.
Beijjosssssssssss

Gilson Faustino Maia disse...

Claro, Maria Emília, que já passei e ainda passo. O que eu quero vou deixando para trás e sigo fazendo o que eu não quero. Qualquer dia eu jogo uma mochila nas costas e vou pra lá de Bagdá ou, se não puder ir muito longe, vou, pelo menos, ver o que é que a baiana tem. Meu abraço.

pensandoemfamilia disse...

Muito interessante a sua reflexão.
Passamos muitas vezes por estas indecisões. Escolhas que talvez pressuponha o gesto de largar....

bjs,

Vc melhorou,,,,