sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Quando se ama demais...

Compartilhado do Facebook
Foi na procura de mim
que a ti encontrei.
Tentando ser feliz,
trouxe pra perto de mim
quem não teria nenhum pudor
em me machucar... me ferir...
E agora apesar de estar
dolorida... maculada... sem rumo...
não consigo de ti me afastar
pois ainda acredito que vais mudar...

Nessa esperança esquento teu jantar...

Maria Emília Xavier


O Poema do Poeta  Toninhobira (http://mineirinho-passaredo.blogspot.com/ ) - QUEM SÃO ESTAS MULHERES?– me inspirou.

                                                         

                                                                               Giusepppe Dangelico - Nudez 

 Cantinho da Trova

Com a vida não se brinca
aprendemos muito tarde.
No jogo ela só tem trinca,
vence sem fazer alarde.
          Maria Emília Xavier

A dor que mais amargura
a gente guarda e não diz:
– é uma forma de ventura
alguém fingir-se feliz...
                Carlos Guimarães/RJ
 
 
 
O que mais queres, querida,
se já te dei tudo, enfim?
Até minha própria vida
não pertence mais a mim.
            Clênio Borges/RS


 
 Sou fiel e não te nego
este dever que é uma lei:
Não pelo amor que foi cego,
mas pelo "sim" que te dei!
         Selma Patty Spinelli/SP

 
  
Duvido dessa paixão,
embora razões não tenha.
As cordas do coração
não servem p’ra amarrar lenha!
Walter Canuto/RN









8 comentários:

Fernanda disse...

Muito belas as suas escolhas.
Dizer que se nunca se ama demais é uma utopia, pois só quando o amor é recíproco deveria ser dado incondicionalmente.

Beijo e bom fim de semana

pensandoemfamilia disse...

Bonitoooo verso de uma ligação "do mal"
Boas e scolhas de inspiração.

✿ chica disse...

Noooossa! Linda tua poesia!!!E quantas há que assim vivem,né?


E inspiração do Toninho idem...Página muito legal!

beijos,tudo de bom,chica

Anne Lieri disse...

Emilia,muito bonita sua poesia!Parece até uma releitura daquela canção do Chico Buarque: Com açucar, com afeto!Bjs e bom domingo!

Toninhobira disse...

Fico grato e honrado em lhe inspirar,mas na realidade aqui voce belamente fez uma releitura perfeita da relação que as vezes julgam,condenam e execram,mas ela esta viva em muitos de nós.Parabens minha amiga.Acho lindas estas trovas.
Um abaço carinhoso e bela semana de paz e alegria,com ou sem folia.

Rafael Castellar das Neves disse...

Apesar de dolorida e triste esta esperança, que na verdade sempre é assim, vê-se a grande força motivadora que pode reverter tudo isso....e o principal, é que já se encontrou!

[]s

Leonel disse...

Belo poema, retratando a resignação de quem ama demais e tudo tolera...
Abraços, Maria Emília!

Ivana disse...

Amiga, bom dia!
Lindo poema, só quem ama pode compreendê-lo. Obrigada pela visita, e penso igual a você, ainda existe o carnaval de marchinhas em todas cidades, inclusive na minha. Bom carnaval, bjs