terça-feira, 5 de novembro de 2013

Campeonato de apertar campainha...você já participou?




Não sei porque me lembrei desse fato, mas recordá-lo - uma vez que  o pratiquei durante quase todos os fins de ano do Colégio - me fez dar boas risadas e me levou novamente para um tempo que apesar das coisas erradas que fazíamos, éramos profundamente ingênuos, puros, alegres e bem moleques.

Nós entrávamos em ritmo de férias assim que as aulas terminavam e as provas - escritas e orais - começavam. Era para a maioria a última oportunidade de estar junto, só voltaríamos a nos ver em março do próximo ano... muito tempo para o imediatismo adolescente. E, com a criatividade presente em todos os poros, a disposição e a visão de dias intermináveis sem os colegas, realizávamos as provas e quando éramos dispensados para estudar para a prova do dia seguinte, deixávamos o Colégio e íamos aos grupos para locais mais distantes onde fazíamos campeonato de "apertar campainha", ganhava o grupo que recebia mais xingamento e que conseguia escolher as casas onde as pessoas mais se indignavam. Apertávamos a campainha das casas e meio que nos escondíamos pra ver as pessoas largarem seus afazeres para virem atender a porta. Achávamos a maior graça quando, com muita razão, as pessoas se indignavam, umas inclusive - geralmente, homens - corriam atrás da gente, como se pudessem alcançar um bando de adolescentes alegres, livres, fanfarrões, com muita saúde, disposição e vontade de diversão... AHahah... Impossível... nunca ninguém conseguiu nos pegar.

  Maria Emilia Xavier

6 comentários:

✿ chica disse...

rsssssssss,,,Quem não fez isso aponte o dedo,rs Adorei relembrar!!! Bom te ver novamente aqui! beijos,chica

Milton Kennedy disse...

Bom dia Maria Emília, já fiz muito isso! Rsrsrsrsrs.
Houve até uma ocasião em que para aumentar o desafio (e a adrenalina)ganhava quem esperava o dono da casa atender, daí inventávamos um nome qualquer para perguntar se morava ali, rsrsrsrsrs.
Abraços, saúde e paz interior.

Élys disse...

Relembrando momentos do passado... Senti saudades.
Beijos.

Leonel disse...

Eu também recordo meus dias de adrenalina, no corre-corre depois que um voluntário (às vezes eu) apertava a campainha!
Boa lembrança, Maria Emília!
Bjs!

António Jesus Batalha disse...

É para mim uma honra acessar ao seu blog e poder ver e ler o que está a escrever é um blog simpático e aqui aprendemos, feito com carinhos e muito interesse em divulgar as suas ideias, é um blog que nos convida a ficar mais um pouco e que dá gosto vir aqui mais vezes.
Posso afirmar que gostei do que vi e li,decerto não deixarei de visitá-lo mais vezes.
Sou António Batalha.
Aproveito para lhe desejar um feliz Natal e um Ano-Novo cheio de felicidades.
PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se ainda não segue pode fazê-lo agora, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.
Que a Paz de Jesus esteja no seu coração e no seu lar.

✿ chica disse...

Vim te ver, saber se tinha pos novo!! deixo beijos e desejos de tuuuuuuuuuuuudo de bom! chica