terça-feira, 4 de maio de 2010

SOLIDÃO...


É como o barulho do silêncio...
Você a escuta chegar
mas não pode impedi-la de se instalar.
Ela vem como bicho no cio...
Entra por sua memória,
revira tudo...
Não permite nada...
Anula seu presente, seu  passado,
as recordações guardadas
e, até as lembranças...
Não importa onde você esteja
com quem esteja,
ela chega se espalha por você...
Modifica, machuca e amargura
seu viver...

                                                                      Maria Emília Xavier

5 comentários:

Cacá disse...

Como dizia o mestre Paulino da Viola: "solidão é lava que cobre tudo". Lindo, Maria! Abraços. Paz e bem.

Chica disse...

Lindo e cheio de sensibilidade esse poema. Um beijo,chica

maria olimpia alves de melo disse...

É a solidão é dura de aguentar. E é pior ainda quando se está acompanhada.

Ivana Marisa Altafin disse...

Olá,

Não importa onde você esteja
com quem esteja,
ela chega se espalha por você...

Lindo demais!!!

Um abraço!

Gilson Faustino Maia disse...

Que é triste, é, mas, por outro lado, se não existissem solidão, tristeza, saudade, amor... Já imaginou quantos versos não teriam sido escritos? Saúde, paz e muita inspiração.